Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Textos Satânicos Gênese Satânica

Gênese Satânica

fallen_angel.jpgMuitos afirmam da existência de um Satanismo anterior a LaVey, uma sorte de "Satanismo Tradicional". Pois bem, tais pessoas são grandes auto-enganados sem bases históricas e razoáveis algumas para suas inferências.

A Deflagração Satânica empreendida por LaVey em 1966, marcou o "Anno Satannas"(ou "Ano Um"), que representa o início de toda a Gênese da Religião Satânica. Anteriormete a Deflagração Satânica e posterior publicacão da "Bíblia Satânica (1969), o que se tinha não era um Satanismo,  e sim, um Anticristismo ocorrendo concomitantemente a um processo satânico-embrionário.

A concepção anterior sobre a "religião "satânica foi totalmente forjada pela Consciência Osiriana,da qual um dos maiores representantes é a Igreja Católica. Muitos compêndios destes "jornalistas de Mão Direita" foram escritos,dentre os mais famosos, tem-se:

Tais compêndios surreais,tratam-se de mostrações de versões cristianizadas de antigos rituais pagãos e uma ótica cristã depreciativa da antiga filosofia isiana-pagã; apunhado de actos e pensamentos considerados moralmente abomináveis aos olhos do cristianismo e muita invencionice sem base experimentável ou isolável alguma. Toda a anterior "religião satânica", foi um fruto apodrecido da Igreja visando unicamente criar um "bode expiatóro" e escusa para empreender seus vilanescos homicídios e surrupios. Maiores informações de como deu-se grande parte este processo,pode ser visto no ensaio "Satã, o Melhor Amigo dos Cristãos" de minha pessoal autoria e presente no livro "Renascer Anticristão".

Pois bem,se existissem grupos ou organizações de qualquer tipo que seguissem uma corrente "satânica tradicional", esta corrente seria apenas uma espécie de "averso cristianismo" de vida curtíssima.Procedimentos como "ritual de abuso satânico", "sacrifícios humanos para o Diabo","estupros em glória de Satanás" e outros gestos considerados legalmente condenáveis na maioria das Sociedades Humanas,simplesmente seriam rapidamente suprimidos pelo aparato legal adequado e pela própria população tele-guiada pela Igreja ou outra Instituição Abrãamica qualquer.Assim,pensar em qualquer entidade ou grupo "satânico tradicional" é pensar em um grupo meramente "anticristista" criado pelo seu maior "inimigo"(Catolicismo) e de vida efêmera.Perante tantas restrições é indubitável chegar-se a conclusão que grupos satânicos,nestes moldes e anteriores a LaVey, trataram-se de cousas tão raras,muitas vezes fruto de mera boataria sem fundamento Verdadeiro algum(até mesmo porque o Mundo como um todo antes da década de sessenta, década a qual ocorreu a Deflagração Satânica,era conservador em demasia para permitir que grupos auto-intitulados "satânicos" florescessem abertamente) e de mentes perturbadas.

Hellfire's Club


Sir Francis DashwoodUm destes "grupos satânicos anteriores a LaVey", supostamente seria o "Hellfire's Club" liderado por Sir Francis Dashwood.Bem, é triste notar que em nenhum momento o "Hellfire's Club" ou Dashwood foram satanistas. Uma leitura cuidadosa do livro "Dashwood:The Man and the Myth" da autoria de Eric Towers, demonstra que tal "Clube" jamais possuiu indícios de ser uma organização satânica e todas as afirmações que dizem tal são baseadas em ilusões das mais forçosas.Eric Maple,Samuel Johnson,Ronald Füller, Donald McCormick,Daniel Mannix,Revd.Montague Summers e H.T.F. Rhodes, copiaram-se mutuamente numa sucessão de esterilidade intelectiva e muitíssimo baseados na novela satírica(contemporânea a Dashwood) chamada "Chrysal" da autoria de Charles Johnstone."Chrysal" foi apenas fruto de achismos,boataria barata e sem fundamento histórico algum,portanto o juízos dos supracitados autores foram totalmente calcados numa calúnia incerta e em mexericos de livros populares. Como Dr.Kemp e Eric Towers, afirmaram,a vida de Dashwood era muito menos nefasta e satânica do que se pensa e o "Hellfire's Club" era nada mais do que um grupo de diletantes com idéias libertárias aos padrões dos costumes da época, que encontravam-se numa antiga ilha britânica de ares mais taciturnos.Tudo o que supostamente ocorria na Abadia de Medmenham (localizada na anteriormente inferida ilha que era sede do grupo) são delírios dos mais insólitos,já que nenhum relato foi feito por parte dos membros do Hellfire's Club (Dashwood, Lord Sandwich, John Wilkes etc.) sobre o que ocorria na Abadia (se é que ocorria algo).

Em relação a algo anterior ao próprio Dashwood,muitos afirmam sobre a florescência de "covens satânicos" na Idade Média, controlado por bruxas.Desnecessário dizer,pois muito sobre isto já foi dito por outros autores, que tais "bruxas satânicas" eram seguidoras de religiões pagãs, curandeiras ou idosas mulheres que usavam medicina popular em seus cotidianos ou ainda belíssimas ninfetas que se recusavam a suprir os anseios luxuriosos dos torpes eclesiásticos-inquisitores.As supostas confissões de mulheres como Jeanne Dibasson, Marrigje Ariens e outras foram frutos de pessoas desesperadas e alucinadas por efecto de extrema tortura e que apenas ansiavam um fim(não importa se pela calúnia,já que suas faculdades de julgamento estavam comprometidas pelo magoamento físico) para todo aquele suplício.E é até desnecessário e pleonástico, afirmar que se qualquer organização ou grupo satânico (ou melhor,"anticristista") que o fosse começasse a erguer-se na Idade Média seria facilmente descoberto e seus membros iriam rapidamente para a fogueira.

Ainda no bojo de "supostos satanistas", encontramos a infâme Madame LaVoisin. Tal mulher e suas "missas negras" são cuidadosamente expostas em sua mega-farsa ao longo do capítulo "Missa Negra"do "Livro de Lúcifer",presente na "Bíblia Satânica", de LaVey. LaVoisin nada mais era do que uma aborteira e mercadológica criatura que vivia de entreter os nobres franceses do século XVII com alucinógenos e festas blasfemas(missais negros) por qualquer punhado de pecúnio. Como mesmo versa LaVey na supracitada parte do "Livro de Lúcifer":"É seguro dizer que 1666 foi o ano da primeira missa negra comercial! Na região sul de St. Denis, que é chamada agora LaGarenne, uma grande casa murada foi comprada por LaVoisin e adaptada com dispensários, celas, laboratórios e... uma capela. Tão logo se tornou de rigueur para a realeza e diletantes inferiores comparecer e participar de qualquer tipo de ritual mencionado de madrugada na capela.A fraude organizada perpetrada nestas cerimônias se tornou a marca indelével na história como a 'verdadeira missa negra'." Tal embuste mercadológico manteve-se até 1679,quando parece que LaVoisin extrapolou por demais as medidas moralistas extremadas e os parâmetros legais da época e foi presa.

The Order of Nine Angles


Algumas Ordens atuantes nos dias atuais, logram-se detentoras do antediluviano conhecimento religioso e mágico Satânico Tradicional anterior a existência de LaVey.  Bem,tais Ordens são essencialmente caluniosas já que antes do surgimento destas(do qual a O.N.A é a mais conhecida e, talvez,antiga) jamais existiu um Satanismo ou Grupos Satânicos Tradicionais e sim, somente,a Corrente Iniciada por LaVey.

A Order of Nine Angles(O.N.A) é uma destas "fraternidades de choronzon".Tal organização, sequer deveria lograr-se como concernente ao Satanismo, e sim ao "sacanismo"ou "saTanagem". Tal Ordem, surgida após a Deflagração Satânica de 1966 representou um desvio da Filosofia Satânica proposta por LaVey.No entanto,não se tratou de um mero desvio prolífico ou apenas uma ótica diferente da Via de Mão Esquerda,e sim,toda uma fabulação chorozônica e deprimente de toda Filosofia Satânica,que apenas serve como uma enorme mácula na Pós-Moderna História do Ocultismo.A Filosofia da O.N.A, abarca um sincretismo de políticas totalitárias, niilismo e apego enfermiço ao chamado "Lado Negro Humano"(mantenedora da pútrida Filosofia Metafísica).

O apego da O.N.A pela morte apenas realça o aspecto auto-enganoso desta Ordem,pois como versa Lord Ahriman no brilhante ensaio "Manto de Carne":"A vida é um rio infinito, não existe a morte,que seria a negação da vida,pois a dualidade só aparece no mundo da matéria.O éter,o espírito,o Self ou a essência está livre antes de encarnar e depois de desencarnar,bem como no estado de sono profundo,que é igual à morte[...].Quando a pessoa morre não parte rumo ao Céu ou Inferno,ela apenas se despe definitivamente,não apenas quando vai dormir(nos dois sentidos). Daí é certamente um retorno,e não uma ida.Na verdade,há vida antes da vida, e não depois da morte.Há sempre vida,e nunca morte, pois o corpo humano não passa de um manto de carne!O maior segredo de todas as religiões é que o homem já conquistou seu prêmio:a vida sempre foi eterna!"Pois bem,a O.N.A. por apegar-se à Morte,apega-se a Ilusão e ao Inexistente de forma mórbida.O apego da supracitada Organização pode ser facilmente visto no escrito de Conrad Robury(membro desta Ordem), chamado "Os 21 Pontos Satânicos":

"X)Forge não trabalhos de arte mas espadas de morte,pois nisto reside a grande arte.
XII)O sangue dos vivos produz um bom fertilizante para as sementes dos novos.
XIII)Aquele que fica no ápice da maior pirâmide de crânios pode ver mais longe."


Outro ponto intimamente deprimente da "Ordem dos Nove Ângulos",seria o facto de sua ideologia acreditar numa constante e infindável beligerância física entre os seres Humanos,desta maneira aproximando-se intimamente das Doutrinas de Extrema Direita (Franquismo, Fascismo,Nazimo etc). A Guerra no seu sentido físico( Exemplos:Segunda Guerra Mundial,Guerra do Vietnã, Guerra dos 100 Anos etc.) é a suma estupidez, pois é onde um ente ou grupo de entes tentam forçar outros a viverem seus conceitos ou aceitá-los de forma agressiva.A Guerra Física gera mártires,morte de inocentes e apenas favorece poucos covardes que não pelejam no "front".Um exemplo disto é o Pan-Germanismo, onde um déspota solipsista acéfalo de nome Hitler, tentou esmagar nações e etnias inteiras meramente por estas não concordarem com seus ideais puristas-arianos e para obviamente encher seu austríaco bolso às expensas do sangue e dor de milhares. A única "pólemos"(guerra) que deve ser cultivada é a "Guerra de Idéias",feita de forma emancipada e baseadas na lei de respeito a perseidade de cada indivíduo. Sobre isto,versa o "Tao te King":

"Por isso o Santo-Homem prescreve sem ferir
Adverte sem humilhar.
Retifica sem oprimir.
Ilumina sem ofuscar."("Tao te King",Máxima 58)


A antinomia só leva ao metamorfismo no LOGOS e ao crescimento quando feita internamente e, externamente,quando empreendida de forma não destrutiva e desapegada.

A patética escusa usada pelos membros da O.N.A. para dar vazão à sua violência desmedida é que somente através da eliminação de indivíduos("opfers"),considerados por seus conceitos pessoais como "fracos",é que a Dialética Sinistra (para maiores informações ver ensaio de nome "Culling – a Guide to Sacrifice II") pode florescer plenamente no Mundo. Pois bem,a O.N.A em sua crença dogmática,e dificilmente não-metafísica,forçosamente actua como o hitlerismo do início do Século XX: Eliminando indivíduos pela sua "Santa Causa". Esta "Dialética Sinistra" é um conceito que se baseia na Ilusão Maniqueista de que existem duas forças no Mundo:Trevas e Luz. E somente esta "Força das Trevas" é que permite o florescimento do Homem em sua Naturalidade ou Verdadeira Natureza. Assim sendo,Satan e as chamadas Deidades das Sombras seriam aspectos desta Dialética Sinstra,sortes de Deuses a serem cultuados e conforme são ablados favorecem o "aprimoramento e/ou evolução dos seus adoradores".Tal conceito é tão anti-panteico e dificilmente experimentável(e quiçá real) quanto o conceito osiriano que crê na existência de um Deus Patriarcal e Bondoso,"criador do Céu e da Terra". É absolutamente contraditório crer num processo de metamorfismo evolucionário humano pessoal e concomitantemente ver "deuses negros que sempre oferecem desafios a seus adoradores a fim de que estes evoluam",como esta Ordem "Sinistra" procura crêr ou ver.Pensar em auto-divindade é negar todo este conceito torpe,promulgado por esta Ordem e seus "irmãos osirianos".

Sobre o que foi dito, um simples parágrafo do ensaio "Culling – a Guide to Sacrifice II" pode ser colado de forma a ratificar toda esta estultície denunciada:

"O acto per si é o que glorifica o Satânico,do qual afirma os valores Satânicos – desta forma,isto auxilia a evolução de uma maneira positiva,enriquecendo a vida dos indivíduos.Em curtas palavras,isto auxilia o auto-desenvolvimento(dos participantes)e ajuda na evolução(via sinistra dialética e natureza da reunião).Sacrifícios se tornam/são escolhidos a partir de vítimas porque às suas naturezas e/ou graças a seus feitos.Comumente,vítimas são imperfeições – aqueles do qual a remoção irá favorecer a mudança/e crescimento da civilização/o imperativo aeônico."

Tentando provar o incapaz de ser provado a O.N.A publicou um escrito de nome "Excursus: The Reason for Revealing a Secret Sinister Tradition", onde diz que os escritos revelando sua "antiga doutrina" só vieram a luz recentemente (visivelmente após a Deflagração Satânica e estabelecimento da Church of Satan), mas que seus preceitos são muito antigos e passados de forma oral. Bem,nada mais precisa ser dito exceto que a Maçonaria tentou (muito anteriormente) utilizar-se do mesmo artifício chulcro e foi totalmente desmascarada de forma brilhante por Euclydes Lacerda e Marcelo Ramos Motta em alguns de seus escritos.

No entanto,a maior contradição da inferida Ordem encontra-se no seu aparente machismo e antropocentrismo.Nos "21 Pontos Satânicos", encontra-se a seguinte afirmação:"XIX)Nada é lindo,exceto o Homem:mas mais belo de tudo é a mulher."É definitivamente uma "hybris" (desarticulação) considerar o Homem como o fator mais belo do Cosmo,já que este é apenas uma parte constituinte do TODO e que não pode ser extirpada do LOGOS(Todo) a fim de que se criem dois parâmetros distintos capazes de serem julgados em qual é o mais "belo",sem antes de tudo destruir a Quintessência UNA inviolável da Natureza/LOGOS/Cosmos. E mais do que isto,tal "lógica" apresenta uma necessidade de dicotomia entre o homem e a mulher,quando no cerne estes são iguais pois a espécie Humana,como reflexo do Cosmo e articulação do mesmo,possui sua Essência ou Cerne Andrógino (como mesmo vê-se numa leitura cuidadosa do "Liber al vel Legis" de Aleister Crowley).

Pois bem, se a Ordem professa que "XX)Rejeite todas as Ilusões e Mentiras,pois elas diminuem o forte", o ideal para quem crê nesta frase acima encertada,é simplesmente rejeitar a própria O.N.A já que esta é um dos maiores pilares da Ilusão e Choronzon viventes no seio "satânico". A Ordem é absolutamente auto-fágica e auto-destrutiva em seu processual ideológico e religioso(neste ponto sendo extremamente similar ao "Inner Circle",como ver-se-à a seguir).


O Inner Circle Norueguês


burzumJá que aqui se falou de auto-engano e Choronzon tentando disfarçar-se no "ninho diabólico-horusiano", não se pode furtar de comentar o extinto e infâme "Inner Circle" nórdico.Tal grupo,surgiu fundado pelos norrenos expoentes e criadores do gênero musical de nome "Black Metal" no fim dos anos oitenta e começo da década de noventa.A construção ideológica(se é que se pode chamar tamanho apunhado de paradoxos e dogmas não-experimentáveis de ideologia num parâmetro não-marxista do termo),trata-se de uma mistura caótica de nazismo,niilismo,anticristismo e culto as deidades nórdicas(paganismo germânico-setentrional primitivo).Nenhuma forma demonstra-se,no actual caso,como mais adequada no desvelar da pseudo-ideologia-satânica deste grupo do que transcrever passagens de seus ex-membros(que é o que é feito a seguir) para apreciação directa dos leitores:

"[...]Eu digo que não precisamos de mais bandas,e sim de terroristas."(Euronymous)
"[...]Nós somos inspirados por nosso ódio pela Humanidade,vida,bondade, e felicidade...Toda minha vida é dedicada a GUERRA e tudo correlacionado com isto,do qual inclui meu selo e banda."(Euronymous)


"Quando DEAD explodiu seus miolos,este foi o maior acto de promoção que ele fez para nós.É sempre fenomenal quando alguém morre,não importa quem.Se vosmicê pensa que nós somos idiotas emocionais com sentimentos humanos,tu estás ERRADO!!!"(Euronymous,em declaração após o suicídio de um de seus melhores amigos – "DEAD" -).

"Eu sou um Satanicblasphemicchurchtombscryptchapelsdarkbooks feito de carne humana e abominação sacrificador de bebês inocentes!Eu uso pintura corpórea,acredito no meu Senhor SATANNAS e sacrifico a ele..."(DEAD)


Estas afirmações acima excertadas,foram extraídas do encarte do álbum "Nordic Metal:A Tribute to Euronymous",o qual foi uma compilação de bandas do "Inner Circle" fazendo óde ao falecido Euronymous e não poupando adjetivos pejorativos a LaVey e sua Doutrina Satânica. Indivíduos com ideais tão escatológicos e que,em seu radicalismo anticristista,apenas acabam corroborando ainda mais com o medíocre Cristianismo pelo princípio de que "toda fixação absoluta e radical na negação,apenas gera uma filosofia que tem de basear-se unicamente na existência de seu objeto de desapreço extremado".Ver o Satanismo,meramente,como anticristismo é limitar o processo de Transpessoalidade que o próprio arquétipo de "Satan" carrega em seu interno e apenas legitimar a imagem estereotipada criada pela Igreja sobre este escopo.O fim dos Membros do "Inner Circle" e do próprio grupo em si não poderia ser diferente do ocorrido:

  • Euronymous ou Öystein Aarseth(Rex Summus do Grupo) foi assassinado a facadas por outro membro do "Inner Circle" de codinome Varg Vikernes ou Count Grishnack.Os motivos que levaram a isto são incertos,mas os mais plausíveis são que estes nutriam um ódio mútuo e em algum momento um dos dois levaria seu "desafeto" à morte.Ou,ainda,que Varg tenha matado Euronymous numa invejosa tentativa de assumir seu lugar na liderença do "Circle".Varg,hoje,encontra-se preso numa penitenciária de máxima segurança e "converteu-se" integralmente ao Nazismo de tons pseudo-Pagãos.Estando,também,jurado de morte pelos poucos remanescentes vivos e impávidos do "Inner Circle" que buscam vingança pelo assassinato de seu "tutor".O assassinato de Euronymous foi o estopim para o término do grupo,que já vinha sofrendo pesada investigação policial pelo facto de serem considerados prováveis acusados pela queima de diversas igrejas católicas na Noruega(suspeitas depois confirmadas pelas autoridades)
  • Blackthorn foi preso após assassinar um homossexual,pois é do procedimento ideológico do grupo(como era feito no Nazismo) julgar homossexuais como "tipos inferiores que merecem ser extirpados".O ódio ao homossexualismo é tão elevado quanto ao ódio ao Cristianismo,o qual,por seu turno,leva à queima de igrejas por parte do grupo numa tentativa de represália ao Cristianismo.
  • Bard Faust após sofrer um galanteio de um homossexual,matou este a facadas e foi posteriormente preso.
  • DEAD cortou seus próprios pulsos e subseqüentemente deu um tiro em sua cabeça,dentro do apartamento de Euronymous quando este estava ausente.É sabido que Euronymous violou o corpo do suicida(foi Aarseth que encontrou primeiramente o corpo em seu apartamento),coletando pedaços do crânio deste e disseminando como uma sorte de "souvenir" entre o meio "underground blackster".
  • Jon Nodtveit foi recentemete preso ao praticamente crivar um homossexual de balas com uma pistola nas ruas de Oslo.


A maior parte dos outros membros do "Inner Circle" que conseguiram escapar de um deplorável destino como os acima descritos,encerraram suas atividades ou simplesmente tornaram-se muito mais discretos embargando de vez qualquer possibilidade de existência ou revitalização do "Circle"(como,por exemplo,os membros actuais da horda de nome "Marduk" que financiam indirectamente grupos neo-nazistas na Alemanha,não tomando partido directo nos actos terroristas destes grupos).Em suma,chega-se a conclusão mais do que notória que o "Inner Circle" apenas tratou-se de uma continuidade do anticristismo e total desequilíbrio que a Igreja forjou em seu ilusório Satanismo Tradicional. É importante ressaltar que nenhuma crítica aqui é feita aos aspectos musicais ou da relevância cabal destes entes supracitados no majéstico meio "Black Metal".Todas as críticas aqui tecidas, atêm-se somente aos seus constructos ideológicos e filosófico-religiosos e não às suas primorosas pérolas musicais."

Betopataca e uma busca histórica pelo Satanismo Tradicional