Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Textos Satânicos Venda Água pelo Rio

Venda Água pelo Rio

Naked ladyQuestão: O que é satanismo?

Resposta: Satanismo é fundamentalmente um modo de vida – uma filosofia prática de vida. A essência deste caminho é a crença de que todos nós como indivíduos podemos alcançar muito mais do que nós realizamos durante toda nossa vida. Muitas pessoas gastam as oportunidades que a vida reserva, e o que pode ser feito para executar. Nós somos deuses quando nós despertamos.

 

Como então vocês entendem a magia?

Magia é essencialmente a abertura das áreas da consciência latente dentro de todos – um meio de mudar o indivíduo e o mundo. As técnicas de magia por exemplo (rituais), são simplesmente meios de alcançar isto. Por um longo tempo magia tem sido entendida como ‘feitiços, conjurações’ e o desejo, e tempo como tais são magia, eles são apenas um começo, uma mera intimação do qual magia real é abordada.

 

Você frequentemente usa o termo ‘satanismo tradicional’. O que isto significa?

Satanismo tradicional é um termo usado para descrever o caminho sinistro o qual por séculos tem ensinado a um indivíduo bases do Mestre (ou Mestra) para pupilo. Para este caminho pertencer ao Sistema Setenário, Salmo Esotérico, o compreensivo treino de noviços (incluindo o desenvolvimento do lado físico), o Jogo Estrela, e – mais importante – o sistema Interno de magia (os Rituais de Grau etc.). Este caminho é também conhecido como o Caminho Setenário.

 

Eu tenho escutado sobre La Vey e sua ‘Bíblia Satânica’. Como o Caminho Setenário difere de seu satanismo e daqueles que seguem suas opiniões?


La Vey prega o que pode ser descrito como a popular/mídia concepção de satanismo – o robe negro, figura satânica – juntamente com o ‘princípio do prazer’ e alguma magia simples, misturado isto com a cabala e vários mitos históricos e legendas ligadas com o lado negro, e servindo o lote completo sobre uma audiência ingênua. O conjunto de ideias foi elegantemente patético – embora isto tenha provido algo com uns poucos tremores. Isto não foi conteúdo para tampouco La Vey ou sua ‘Igreja’: na senda interna, direção ou caminho. Nunca original.

O Caminho Setenário, ao contrário, possui direção, e vão além do tipo externo de magia implícita em ambos os ‘princípios de prazer’ e feitiçaria ordinária. Isto oferece ao indivíduo o difícil (e as vezes perigoso) caminho para Adepto genuíno – para auto-domínio, auto-excelência e ultimamente inteligência. Isto não é um refúgio para o neurótico, o fraco determinado ou o auto-iludido, mas especialmente um desafiante de coragem.

Aqueles que seguem os passos de La Vey (como um recente ‘Templo’ fez) tem título adicionado – eles são ainda vítimas do ‘jogo de cargo’, ainda acorrentado pela auto-ilusão (frequentemente acerca de suas habilidades mágicas) e ainda desprovido não apenas de auto-percepção mas também de espontaneidade o qual é uma das marcas de um Adepto genuíno. Eles concernem si mesmos ainda com a nomeação de títulos insignificantes, procuram membros e o reconhecimentp das ‘autoridades’. Eles ensinam o mesmo histórico mish-smash como La Vey e possuem uma originalidade cota de zero.

Eles tem falhado para entender o que a aproximação cerimonial, ritualística e ‘teórica’ é quanto ao primeiro, pequeno passo ao progresso interno. Por causa disso, isto não pode ser um ‘Templo’ organizado, ‘autoridade’ dentro disto, converter ou entregar grau/iniciação ou títulos. Isto é apenas – no caminho genuíno – uma limitada quantia de governo, e o esforço do indivíduo através da experiência.

 

Mas certamente rituais são importantes e.g a Missa Negra?

Sim - mas apenas nos estágios principiantes do Caminho quando o noviço/iniciado descobre as forças ocultas (ou mágicas) da natureza e de si mesmos, e é corajoso para andar ao longo do caminho para adepto.

Rituais cerimoniais e herméticos são a província do noviço e o ‘Adepto Externo’ são pontos para o que é além.

 

Qual é qual?

Primeiro, o descobrimento do único Destino desse indivíduo, segundo a vivência do Destino, e terceiro, por aqueles de quem o Destino se torna realizado por semelhante vivência, o cruzamento do Abismo. Do Abismo o Mestre e Mestra são criados. Tudo isto leva muitos anos.

 

Qual então é o propósito de sua Ordem?

Para oferecer nossos ensinamentos e direções para aqueles que podem estar interessados. Em tempos prévios, ensinamentos permaneceram secretos, mas isto não é preciso agora: a oportunidade é aberta para todos.

 

Mas vocês não são ainda secretos?

Sim e não. Aqueles que procuram esforçadamente para querer achar-nos, e aqueles que possuem vontade sincera não são postos de fora pelos obstáculos postos em seu caminho (às vezes por nós). Por aqueles que são, esses são cheios de outros grupos ao redor.

 

O que aborda Iniciações?

Nós não oferecemos iniciação – candidatos alcançam iniciação. Nós não oferecemos nem prêmios (por dinheiro ou qualquer outra coisa) Ritual de Grau ou títulos de qualquer espécie: estes são novamente achados por indivíduos, através de seu trabalho particular, sofrimento, terror e prazer. Nós simplesmente guiamo-os para a auto-realização que, e.g., os Rituais de Grau representam. Qualquer outro caminho é simplesmente fraude e auto-enganação.

Rituais de Grau - o qual significa diferentes estágios de realização ao longo do Caminho Setenário - podem ser comparados como correr em uma corrida. Você e um outro corre, ou não; e se você corre, você e o outro vence (alcançando o objetivo) ou não. Você pode simular para si mesmo o que você tem corrido e feito, mas no final vocês estão enganando apenas a si mesmos.

  

O que, então, são os Rituais de Grau?

 

Eles são tarefas, simples na forma, mas difíceis de completar com sucesso. Por exemplo, o Ritual de Grau do Adepto Interno simplesmente envolve o candidato em viver totalmente sozinho e isolado por no mínimo três meses: fora de qualquer de nossas ‘convivências’/tecnologia modernas, e fora de discurso com qualquer um. Simples para descrever - difícil para responsabilizar-se. O ‘ritual’ é a (alquímica) mudança o qual ocorre no indivíduo por virtude de viver assim por pelo menos três meses. Assim como isolação primitiva cria o Adepto, trazendo uma maestria genuína de magia e uma durável percepção.

Esta é a intenção da Ordem para publicar todos os Rituais de Grau no próximo assunto de ‘Fenrir’.

 

Retornando agora para a concepção popular de satanismo, o qual aborda sacrifícios, a chantagem de membros, crimes sexuais e assim por diante?

 

Satanismo aborda tudo – nestes princípios – relativo à consciência (ou liberação) de nossa natureza negra ou sombria. No passado, certas experiências foram frequentemente experimentadas em ordem para achar isso, e algumas destas experiências foram frequentemente franzidas pela sociedade ‘convencional’. Qualquer poder tem sido ‘ilegal’ ao tempo como saudável. Mas gradualmente (ao mínimo no satanismo tradicional) um caminho foi achado para ‘curto-circuito’ nestas experiências evolucionárias o qual aprimora a consciência e assim a inteligência daqueles que se submetem – se eles sobrevivem, de percurso. Assim foi envolvida a Magia Interna. Isto capacita a experiência do lado negro, e suas integrações, bem como foi possível com quem foi além.

Este sistema tem sido gradualmente refinado e aprimorado, e na hora que isto evitar a areia movediça de criminalidade isto não será mais necessitado de perigo ou dificuldade. Isto oferece, em resumo, a essência destilada destes milhares de anos de entendimento revolucionário – e faz possível o próximo estágio de nossa evolução como uma espécie: Homo Galáctica.

 

Vocês enfatizam o desenvolvimento do lado físico. Por quê?

Porque o satanismo tradicional mira desenvolver o indivíduo integral – mente, corpo e caráter. Nós damos aos nossos noviços testes físicos difíceis (assim como correr 20 milhas em 2 ½ horas – a indivíduos saudáveis são naturalmente dadas tarefas mais difíceis) porque o esforço para tais objetivos, e sua realização, desenvolve qualidades necessárias em qualquer Adepto. Eles são testes de determinação e caráter, e diferencia o sério do patético. O empenho também cria um prazer físico, incrementando na vitalidade da pessoa.

  

Eu encontrei alguém recentemente que reclamou ser um ‘Mestre’. Eu tive minhas dúvidas sobre ele. Existe algum meio de identificar um Mestre genuíno?

A questão teria sido óbvia. Um Mestre é alguém que tem passado além do Abismo, o estágio além do Adepto. Consequentemente ele será um tanto objetivo: intenso e sério, mas também natural, espontâneo e totalmente alegre (quase travesso, algumas vezes). Mas talvez mais do que tudo, ele não tomará a si mesmo muito seriamente, e ele certamente não gracejará um ‘cargo’ ou fará expectativa de noviços (e.g. por usar adorno, cultivando um olhar ‘demoníaco’ e respondendo questões misteriosamente). Eles possuirão essa falsa qualidade – carisma natural.

 

O que aborda riqueza – e poder? Certamente todos os Mestres Satânicos possuem isto?

 

Alguns sim, alguns não. A marca de um Mestre não é nenhuma riqueza nem poder, mas realização – de inteligência, dom nas artes esotéricas, e criação original (e.g. como aumento da sabedoria humana, criatividade artística). O Destino de cada Mestre é diferente, como é o estilo de vida no qual reflete esse destino. Por exemplo, fora dos quatro Mestres que existem no Oeste a este momento na época, um vive de certa forma uma existência isolada com dificilmente muitas possessões materiais, enquanto os outros vivem em relativa luxúria e esplendor. O primeiro se interessa em si próprio primeiramente com magia aeonica, enquanto os segundos ensinam uns poucos pupilos.

Mestres Genuínos não obedecem alguma outra expectativa ou ideia: eles são individuais, e únicos.

 

Vocês cultuam um ser chamado Satan?

 

Satanistas genuínos não adoram qualquer coisa – não como si mesmos. Fundamental para satanismo, é um desejo de sujeitar, de aceitar desafios e de procurar o conhecimento e entendimento. Um satanista genuíno prefere morrer – alegre e desafiante – do que se submeter a qualquer um ou qualquer coisa. Muitas pessoas gastam suas vidas e morrem velhas e miseráveis: o satanista alegra-se na vida e aventura, e conhecem o exato tempo de morrer, por desafios nunca acabados. Esta forma de vida é severa, e esta forma de mortalidade geram medo entre a multidão fraca que prefere conforto e segurança para o êxtase de viver no limite como deuses.

Como para Satan – cada Iniciado descobre a realidade por si mesmo. Tudo o que precisa ser dito é que isto são forças externas além da psique de um indivíduo: a magia do satanista genuíno é identidade com estas forças externas escuras, não um medo delas e certamente não uma submissão. Isto, de percurso, é de certa forma perigoso – mas o forte sobrevive, e o fraco perece. Boa libertação ao fraco.

 

Então, fundamentalmente, você diria que satanismo é o caminho o qual você vive sua vida?

Sim, como eu indico a princípio. Magia – de qualquer tipo – aumenta sua vida, e é um caminho para sabedoria e aumento da vitalidade. Artes mágicas são importantes no princípio, porém mais importante de tudo é nossa atitude para vida e nosso modo de viver. Isto porque nós desprezamos a filosofia do Nazareno – o satanista é orgulhoso, forte, desafiante, enquanto um Nazareno tem medo de viver, medo de morrer e é mentalmente doente: sobrecarregado pela culpa e inveja. O sofrido abraço de paz porque eles sabem que a força iria destruí-los – então eles infectam a força com a doença do ‘pacifismo’, com culpa porque eles são fortes.

 

Mas certamente essa filosofia particular – de, como você chama isto, o ‘Nazareno’ – está morto hoje em dia.

Como uma religião organizada isto pode ser – mas sobre os passados duzentos anos esta venenosa filosofia tem brotado várias formas políticas e pseudo-políticas, e estas são formas que corroem nossa vitalidade. Estas tem sido umas poucas tentativas para cortar fora o câncer – mas eles tem lamentavelmente falhado, e o câncer cresce e se alastra.

  

O que, então, vocês podem fazer?

Por que nós deveríamos fazer alguma coisa? Muitas pessoas são estúpidas e merecem seu destino. Nós oferecemos uma alternativa – aqueles que têm se unido apenas em um pequeno caminho o espírito de Prometeu será atraído para nós e assim terão a oportunidade de dominar seu próprio Destino. Isto está à altura de cada um e cada indivíduo: nós podemos apontar o caminho, mas eles devem fazer o esforço para caminhar ao longo deste.

 

 

- Order of Nine Angles -

 

 

ONA (De Fenrir No. 6, 100yf)