Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Satanismo Textos Satânicos Vingança e Satanismo Tradicional

Vingança e Satanismo Tradicional

A centralização de qualquer civilização, é a noção de vingança - é o coração da idéia. Quando o "Estado" - de qualquer convicção política ou qualquer grande estrutura governamental organizada, reserva para si mesmo os meios de controle e dispensação de "Justiça". Então a verdadeira liberdade não existe: o indivíduo foi controlado e foi escravizado, se não fisicamente, então mentalmente.

Qualquer sociedade saudável não só permite vingança, mas encoraja isto, e qualquer sociedade já não é uma forma de tirania, porém muito inteligente, pois são usados o intelecto e palavras políticas para tentar obscurecer esta realidade. Uma sociedade saudável é aquela que tende a respeitar o direito individual, a justiça e assim vingança: os dois são unidos e não podem ser separados sem destruir ambos, enquanto deixando uma concha vazia. Uma sociedade saudável busca respeitar o indivíduo, e estende as responsabilidades e deveres, e uma das responsabilidades mais importantes e deveres de qualquer indivíduo é vingar.

Esta visão não é apoiada por muitos hoje - e certamente por nenhum que forma esses grupos exclusivos de legal e social 'profissionalismo' que infestam a sociedade hoje. Ao invés, o Sistema presente busca convencer tudo para nós, de inicio, que só o Estado tem o "direito" para lidar com "Justiça" - e que só isto é civilizado.

Vingança é natural e necessária. Uma ilustração aqui poderia ser instrutiva. Um motorista jovem, chapado de álcool e drogas, deliberadamente corre e mata alguém: o clássico 'o transeunte inocente'. Depois de alguma dificuldade, ele é encontrado pela polícia e preso. Quando o caso for à julgamento, ele consegue ziguezaguear fora do crime de assassinato (falta de evidencia) e está ao invés disto condenado por agressão. Ele não mostra nenhum remorso. Ele é condenado a 3 anos em prisão. Depois de um pouco mais de 2 anos que ele é libertado, e alguns meses depois, está preso por dirigir bêbado. Mais alguns meses na prisão. Então ele é Libertado. Agora, neste exemplo (e muitos gostam) os parentes da vítima têm um dever para matar este esponja - e deveriam estar envergonhados se eles não fizessem. Naturalmente, eles dariam todos os tipos de razões porque eles não fariam nada - mas basicamente eles são, se eles não fazem nada, (a) os covardes; (b) bastardos degenerado que não se preocupam; (c) estão sob o Sistema, pelas mentiras e propaganda que os instintos naturais deles foram destruídos. Eles - um ou alguns deles - deveriam ter matado o ofensor. Naturalmente, nas sociedades fracas das tiranias Ocidentais, se assim agem - se pegos - enfrentam a "Justiça" e o sistema legal: e provavelmente gastarão muito mais tempo na prisão que o bastardo que mereceu morrer (a tal doença do "Ocidente"). Mas, até que este Sistema podre seja inteiramente destruído, eles deveriam ter usado as regras do Sistema contra si mesmo - por que não, por exemplo, atropelar o bastardo? Você vai, se pego, só ir preso alguns anos. Mas pelo menos você poderia viver você - ainda com sua honra.

Claro que, uma avaliação imparcial (como do Juiz) ainda é necessária - mas uma vez julgados, os parentes são honradamente soltos para sair.

 

ONA, De Hostia II, 1992.