Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Sinfonias Música e Ocultismo Os 100 álbuns satânicos mais importantes da história Filosofem, Burzum

Filosofem, Burzum

FilosofemAté hoje fica difícil entender a filosofia do norueguês Varg Vikernes. Não faltam satanistas que o odeiem ou o idolatrem. Por trás de sua música e de seu comportamento, ninguém ainda foi capaz de decifrar a mente as vezes genial as vezes medíocre deste cara. Para alguns ele é um gênio, para outros um doente mental.  Qualquer que seja sua opinião caso admitirmos que Vargs é um satanista temos que admitir que é um satanista bem dificil de classificar.

Ele nunca dispensou críticas ferozes até para bichos papãos como LaVey e Crowley. Sua visão de mundo enxerga uma decadência tão completa na sociedade moderna que não vê outra escolha senão destruir tudo e recomeçar do zero. Segundo ele não é possível um satanista viver na atual organização de mundo assim como um leão não conseguiria viver em uma aquário.

Sua palavra de ordem é a completa inversão de valores e o desmantelamento de todo o sistema atual dominado pelos pilares da religião, do estado e do capitalismo, cada um a seu modo promovendo a "moralidade-escrava" que ele publicamente odeia. Vikernes pode ser chamado de tudo, menos de hipócrita, em 1993, foi condenado pelo assassinato a machadadas de Euronymous.  Por suas idéias Vargs hoje enfrenta o cárcere.

Que fique bem entendido, Vargs está se lixando para "seus seguidores" e não está interessado em esclarecer ninguém, por isso muito de seus depoimentos são contraditórios e incompletos. As vezes ele rasga elogios a opressão da igreja, as vezes se diz um convicto pagão. Segundo ele isso gera o confusão e tudo o que causa confusão colabora para o caos geral rumo a  destruição que almeja.

A verdade é que a luta de Vikernes tem a ver com o cristianismo grotesco que nos foi empurrado goela abaixo, contra a vontade de tudo e de todos. Para o povo escandinavo que ainda tem nas veias a sangria pagã aberta por séculos e séculos de crenças imaculadas, é de se compreender o sarcasmo inteligente de Vikernes nesta letra, em que trata Cristo como o verdadeiro mal:

Burzum ( Jesu Dod )


En skikkelse lå der på bakken
så vond at de blomster rundt visnet
en dyster sjel lå der på bakken
så kald at alt vann ble til is
En skygge da falt over skogen

da skikkelsens sjel visnet bort
for skikkelsens sjel var en skygge
en skygge av vondskapens makt

Tradução de Jesus Töd
(A Morte de Jesus)

Uma figura deitada no chão
Tão maliciosa, que as flores ao seu redor murcharam
Uma alma sombria deitada no chão
Tão fria, que a água tornou-se gelo
Uma sombra caiu nas floresta
Enquanto a alma da figura murchava
Porque a alma da figura era a sombra
Uma sombra das forças do mal

Nº 86 - Os 100 álbuns satânicos mais importantes da história