Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Sinfonias Música e Ocultismo Os 100 álbuns satânicos mais importantes da história Robert Johnson, Robert Johnson

Robert Johnson, Robert Johnson

robertjohnson.jpgAntes do Black Metal, do Heavy Metal e mesmo antes do rock'n roll já existiu um sujeito com todas as características do tipo de música e pessoa que o diabo gosta de ter como companhia. Robert Johnson, nascido negro na década de 1930, uma época em que os Estados Unidos viviam uma forte fase de segregação racial, cresceu pobre no delta do Mississippi trabalhando nuas fazendas de algodão de algum branco rico. Logo no final da infância pegou sua gaita e fugiu de cada para aprender música com lendas vivas como Son House, Charlie Patton e Willie Brown.

Ao amadurecer ele embarcou em sua própria carreira como artista. O fato de Robert Johnson ter se tornado fantasticamente famoso em um período inferior a um ano fez com que aos poucos Robert se tornasse o primeiro de uma fila de astros da música acusados de terem um pacto com o diabo. Talvez encorajados por uma inveja enrustida, os próprios artistas colegas seus da época diziam que o músico teve um encontro decisivo com o coisa ruim em uma encruzilhada e nesta noite o príncipe das trevas em pessoa afinou seu instrumento, tornando-o um dos maiores nomes que o blues conheceu.

Johson cantava sobre seu descontentamento coma a vida e seus desesperos. E como não poderia ser diferente, ao se rebelar contra as coisas como elas são, acaba usando a figura do diabo. Em ""Me And The Devil" Robert fala de Satan, não como uma figura assustadora, nem como um deus inverso que também deve ser adorado, mas o retrata como se fosse um velho amigo, conhecedores de uma mesma realidade. O vodu do Mississipi também era constantemente tema de suas canções, em 'Hellhound on My Trail', 'Come on in My Kitchen' e 'Little Queen of Spades' ele deixa escapar entre um acorde e outro que aprendeu muito mais com seus país do que como colher algodão.

Nunca se ofendeu com estas acusações, pois não tinha que provar nada para ninguém.  Ao contrário de seu contemporâneo Tommy Johnson, que explicitamente dizia ter um contrato com as forças infernais, ele respondia estas bravatas com um sorriso boêmio. Na verdade costumava encará-la com um bom humor cativante. Para alimentar ainda mais sua fama, ele costumava tocar de costas para o seu público em seus showns. Seus fãs diziam que isso era porque quando ele tocava, o demônio se apoderava de seu corpo e seus olhos brilhavam em sangue revelando sua natureza diabólica.

Sua fama e talento fazia dele um sucesso entre as mulheres. Sem qualquer compromisso, Johnson se aproveitava da situação e muitas foram suas amantes. Pelo menos até o dia em que um marido ciumento envenenou sua bebida. Ele morreu após três dias de sofrimento enquanto seu corpo entrava em colapso. Ao menos é essa a explicação dos médicos para os urros inumanos e o comportamento animalesco que exibiu em suas últimas horas de vida.

Como a indústria da música  ainda não existia, fica muito difícil escolhermos um álbum para representar este avô de todos os  filhos do capeta. Foram um total de vinte e três discos de 78 rotações,  sendo que doze destes foram póstumos. Assim sendo, escolhermos uma coletânea representativa para lembrar a fabulosa música de Robert Johnson.

Me and the Devil

Early this mornin'
when you knocked upon my door
Early this mornin', ooh
when you knocked upon my door
And I said, "Hello, Satan,"
I believe it's time to go."


Me and the Devil
was walkin' side by side
Me and the Devil, ooh
was walkin' side by side
And I'm goin' to beat my woman
until I get satisfied


She say you don't see why
that you will dog me 'round
spoken: Now, babe, you know you ain't doin' me
right, don'cha
She say you don't see why, ooh
that you will dog me 'round
It must-a be that old evil spirit
so deep down in the ground


You may bury my body
down by the highway side
spoken: Baby, I don't care where you bury my
body when I'm dead and gone
You may bury my body, ooh
down by the highway side
So my old evil spirit
can catch a Greyhound bus and ride

Tradução de Me and the Devil
Eu e o Diabo

Hoje de manhã cedo
quando você bateu na minha porta
E eu disse "Olá, Satan,
acho que é hora de ir"


Eu e o demônio
andávamos lado a lado
Eu vou bater em minha mulher
até ficar satisfeito


Ela diz que você não sabe porque
que você me protege como um cão
disse: Agora, querida, você sabe que não me tratou bem, não.
Ela diz que você não sabe porque
que você me protege como um cão
Deve ser aquele velho espírito
tão enterrado no chão


Você pode enterrar meu cadáver
na beira da estrada
disse: Querida, Eu não me importo onde vocêenterrar meu corpo
quando eu morrer e partir
Você pode enterrar meu cadáver
na beira da estrada
Então meu velho demônio pode
pegar um ônibus e ir;


Nº 8 - Os 100 álbuns satânicos mais importantes da história