Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Sociedades Secretas & Conspirações Maçonaria Dicionário Secreto da Maçonaria V

V

Vale – Localidade onde se situa uma Loja de Perfeição, Sublime Capítulo ou outro Corpo Filosófico.

Velas – São as luzes, que se usam em cerimônias Maçônicas, determinadas pelo Ritual que se usa, variando em número e cor. Não confundir com a iluminação do Templo, que hoje é feita com lâmpadas elétricas.

Venda - Ignorância do mundo. Faixa de pano preto, com a qual são cobertos os olhos do Candidato, durante parte da cerimônia de sua Iniciação.

Venerável – É assim chamado o Ir\ eleito e Instalado, para dirigir uma Loja Simbólica.

Ver a Luz – Ser Iniciado em uma Loja Maçônica.

Verdade - A busca constante da verdade é o principal trabalho que o Maçom emprega desde a data de sua Iniciação, mas que não consegue terminá-lo e pergunta a si próprio “Onde está a verdadeira verdade?”.

Verdadeira Luz – Verdadeira Luz é a que o Maçom recebe ao ser Iniciado, que lhe é dada de modo especial. No Calendário Maçônico, se considera Ano da Verdadeira Luz (V\L\). O calendário judaico, cujos meses são: 1º TISHREI, 2º CHESHVAN, 3º KISLEV, 4º TEVET, 5º SHEVAT, 6º ADAR, 7º NISSAN, 8º YIAR, 9º SIVAN, 10º TAMUZ, 11º AV, 12º ELUL.

Vergonha – É um sentimento humilhante para quem reconhece uma falta praticada. O Maçom não pode sentir vergonha, pois os seus atos devem ser do mais altos valores éticos e de moral.

Verde – Uma das cores usadas na decoração Maçônica, com o sentido de esperança, cor do Grau “4” do R\E\A\A\, bem como a de uma Loja de Perfeição.

Vermelho – Cor do Rito E\A\A\, por ser um Rito Monárquico. O vermelho é muito usado em Maçonaria, existindo ainda a Maçonaria azul, que é à francesa; e a vermelha que é a escocesa, porém ambas como mesmo espírito por adotarem os “LANDMARKS” universais.

Vestido – Assim é chamado o avental, que obrigatoriamente usa o Maçom, quando está trabalhando dentro de um Templo. Para cada Grau há um Avental específico, assim como para Cargo exercido, variando conforme o Rito praticado.

Viagens – São as caminhadas feitas durante a Iniciação, para lembrar ao Candidato, que não é sem dificuldade que se adquire o dom das virtudes.

Vingança – Sentimento rancoroso que não pode ter guarida no Maçom. A vingança É mencionada no Grau “3”, e profundamente combatida no Grau “9”, ambos do R\E\A\A\.

Vinho – Bebida de baixo teor alcoólico, citado na Bíblia, que tem seu uso prescrito em Maçonaria, principalmente nos Graus “18 e 33” do R\E\A\A\. Com o vinho se faz as libações prescritas no Ritual de Banquete Ritualístico.

Violação – A violação do juramento prestado no ato da Iniciação, é o delito mais grave que pode cometer um Maçom, que deve ser castigado com a expulsão sumária da Maçonaria.

Virtude – Disposição para o bem, para o que justo e ético, é ainda a origem de sentimentos honestos e de ações corajosas.

Visitação – Um dos direitos do Maçom de visitar as Lojas do mundo todo. É um dos direitos estabelecidos pelos Landmarks da escala de Mackey.

Visitante – Irmão que eventualmente comparece aos trabalhos de uma Loja, que não a sua.

Visão – Um dos cinco sentidos do homem. Por particular uso deste sentido, o Maçom compreende, os homens distanciados em si pela linguagem, religião ou nacionalidade e se aproximam de modo fraternal.

Vivat – Grito de alegria que fazem os Maçons, trabalhando no Rito Moderno e no Adonhiramita.

Vitriol – Palavra composta pelas iniciais de uma expressão latina, que quer dizer: visita o interior da terra e, retificando encontraras a pedra oculta, palavra que aparece nas “Câmaras de Reflexão”.

Viúva – Alegoricamente é a mãe de Hiram Abif, e numa alusão a falta que a morte do famoso arquiteto do Templo fez a sua mãe, os Obreiros a tomaram como a mãe de todos, e passaram a se tratar como IIr\.

Vontade – É a disposição que nos induz a levar a termo um desejo, um ideal ou uma determinação. Para o Maçom a prática do bem deve ser a maior de suas vontades.

Dicionário Secreto da Maçonaria