Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Sociedades Secretas & Conspirações Textos Conspiracionais Nazi-Esoterismo: crenças e Magia no Reich de Hitler Misticismo Neo-Nazista

Misticismo Neo-Nazista

Nenhum estudioso de sócio-política se iludiu: a Segunda Guerra estava terminada. A Alemanha derrotada e com ela, seria de se supor, estaria igualmente desprestigiada a ideologia místico-racista da superioridade da raça ariana e da espiritualidade pagã. Engano. Enquanto a entidade política do nacionalismo racista se recolhia em sombras, o misticismo esotérico Aryo encontrou espaço para sobreviver e justificar sua existência.

A mística nazista [e a política nazista] achou abrigo no neo-paganismo do chamado movimento New-age, que não foi afetado com a Segunda Guerra e também tinha, em sua pauta, o resgate das religiões primitivas da Europa dos Bárbaros, dos Druidas, do deus cornudo e das deusas-mães. Estudiosos como Kaplan e Weinberg localizam as novas seitas Satanistas ou Odinistas-Nazistas Skinheads [carecas, eu non sei o que esta gente tem contra cabeleira] nos Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Escandinávia e América do Sul.
 
Quando se fala em misticismo neo-nazista evidencia-se uma distinção: do misticismo simplesmente nazista. Essa distinção segundo o conteúdo e história de cada uma dessa vertentes místicas pode ser assim delineada:
 
1º o neo-nazismo é, evidentemente, herdeiro do nazismo, ou seja, apropriou-se de signos e mitologias nazistas.
2º O misticismo nazista afirmava a superioridade da Raça Aryana usando, principalmente, a tradição religiosa pagã combinada com a Antropogênese Teosófica.

Hoje, neste período histórico que os estudiosos já concordam em chamar Pós-modernidade, o neo-nazismo é um exemplo em curso da formação do universo mítico deste tempo, deste agora. A mítica neo-nazista vem incorporando elementos novos: ufologia, exobiologia, ecologia, engenharia genética.
 
[Ou seja, mitologia é fenômeno vivo, não se esgota nas lendas arcaicas dos povos antigos. Renova-se, recria-se e reinventa-se com a emergência de novos personagens e sagas]
 
A mítica nazista pós-moderna ─ neo-nazista ─ pode conceber uma Raça Ariana não simplesmente originada de evoluções metafísicas das dimensões espirituais. O crescimento da ciência ou, como querem muitos, pseudo-ciência da Ufologia permite incorporar, enriquecer mitologia da Raça Arya com a hipótese de uma origem extraterrestre, extragaláctica, até. O esotérico nazista Miguel Serrano é um dos acadêmicos pioneiros na exposição pública desta hipótese: nazismo, racismo limpeza étnica e outras políticas como intervenção oculta, conspiração de uma elite alienígena.

Nazi-Esoterismo: Crenças e Magia no Reich de Hitler