Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Thelema Livros Thelemitas Verdade, O Látego do Conhecimento Pentagrama Engodo para Drenar Praticantes

Pentagrama Engodo para Drenar Praticantes

PentagramaAo consultar algumas fontes, todas elas vinculadas as tradicionais formas de estudo e prática do que se denomina magia e ocultismo. É comum que nos deparemos com alguns assuntos que são pilares fundamentais dentro de qualquer forma de prática mais conhecida pelo público em geral, e pelos ditos augustos conhecedores do ocultismo.

         Muitas destas formas de invocação e prática, na realidade são meios e métodos de Drenagem Psíquica, e Controle de Massas, disfarçados de assuntos de elevada moral, ou de Segredos Iniciáticos Últimos .

         É  de conhecimento dos praticantes atentos, que todas as formas de iniciação mais elevadas, tem suas raízes dentro da prática do paganismo nórdico, e que as bases e símbolos similares e por vezes iguais, que existem na maioria das tradições, provém das migrações dos Godos pelo mundo.

         No entanto, é muito difícil para uma pessoa que esteja acostumada a praticar o cabalismo, o enoquiano, o thelemismo, ou mesmo o chaoismo, entre muitos outros, orientar-se pelo sistema nórdico, pois a maioria destas formas, foi reconstruída para se orientar pela Ortz Chaim (Árvore da Vida hebraica), e pelos métodos e costumes dos gregos.

         Sabemos, contudo como foi dito acima que a primeira Árvore da Vida foi a Yggdrasil, e que a base para a pronuncia e uso do hebraico vem de uma combinação do Elder Futhark com o simbolismo das 22 mansões de Toth, que geraram as 22 letras do hebraico. E que tudo que se fala na tradição dos rabinos, sobre um Rei Sacerdote e Tríplice Deus Regente sentado em um trono observando o mundo, de um ponto no Céu, provém do que aprenderam com os Godos em migração sobre a triplicidade Wi/Willi/ WOTAN, Valaskialf, e bem como a escolha dos que vão para o céu foi baseada nos que podem se erguer através de suas Fylgjas fundidas a suas Hames, para uma das 12 mansões de Aesgard.

         Mas a construção de característica que foi feita, chamada desde o sec. XVIII, de ILUMINATI. E que seguiu a ordenação de certos furtos históricos e plágios, cometidos contra a tradição nórdica e céltica, tendo seu início em pessoas como PLATÃO e seus sucessores e antecessores. Maquiou qualquer forma de perceber os dados, sem um estudo mais aprofundado, levando aos que vieram a estudar uma informação errada sobre o Troth, ou sobre os Celtas, de maneira que sempre que se fala sobre os mesmos, estes são vistos como bárbaros ignorantes ( e lembremo-nos que a palavra Bárbaro, refere-se a todos que não eram gregos, mas cujas tradições são a fonte de qualquer tipo de sabedoria que possa Ter existido em solo grego, e este é o fato que gerou o ódio dos gregos contra a fonte de seu conhecimento. Não há Deus grego, que não tenha fonte entre os Celtas e Nórdicos, mesmo seus heróis, mas cuja história não tenha sido adulterada, para os costumes dos gregos. Como por exemplo o péssimo hábito de castrar meninos para que se afeminassem e servissem aos soldados, ou pessoas mais abastadas, que era tão praticado pelos gregos, entre outras coisas, como as famosas afirmações de Platão: "As mulheres não sabem amar". Sendo que o problema nada tem haver com a opção sexual de uma pessoa, mas sim com sua necessidade de tornar deturpado o que está a sua volta, para justificar uma culpa interna que possui, o que por si só já é muito errado.)

         Bem, sabendo-se que além disto as muitas formar de religiosidade monoteístas, foram geradas para dreno de massas e sua manipulação, pelas regras já conhecidas do público.

         Devemos alertar para algo, mais oculto e mais difícil de se lidar, que inclusive é básico para muitas das formas de prática de magia que são citadas acima: O PENTAGRAMA.

         Se levarmos em conta um fato, já de reconhecimento científico, ligado as linhas telúricas, as veias do dragão que são abordadas dentro da radiestesia. De que há linhas de força, que se comunicam pelo mundo, que correm em sítios arqueológicos como os Monolitos na Inglaterra, as pirâmides egípcias, as pirâmides mayas, o templo de Ang Khor, etc, etc, etc.

         E que houve a preocupação das grandes religiões oficiais em localizar seus templos sobre os principais focos, com o objetivo de controlar as massas e drenar seus adéptos, e bem como todos aqueles que se utilizam de suas regras ou formas religiosas, para realizar qualquer ato mágico (entre os católicos, quem realizou este ato de corrupção foram os jesuítas, e alguns outros), vejamos o caso da Notredame por exemplo, que fica sobre um enorme veio telúrico, sobre uma imensa caverna onde eram realizados ritos antigos dos Celtas.

         O fato, é que não é apenas a natureza do rito mas sua própria conformação mais íntima, que foi engendrada com o objetivo supra citado.

         Pois, e precisarei que se faça um esforço visualizativo ou que se desenhe, se for da preferência do leitor, a descrição simples que farei:

 

a)     Imagine um Pentagrama, ou desenhe-o;

b)      Coloque, como é  descrito dentro da tradição hebraica e hermética, a letra correspondente a Fogo do Fogo, YOD, na ponta correspondente a Fogo. Faça o mesmo com, HE. Com VAU. E com o HE final;

c)      Coloque a letra que é apontada dentro do Hermetismo, Thelemismo, etc., na ponta citada como espírito. Esta letra será SHIN.

 

Agora, mesmo que você seja praticante de Thelemismo, Satanismo e Chaoísmo, e use o pentagrama Inverso.

O resultado será o mesmo que o do Hermetismo, e do sistema hebraico.

         Em linha reta, por assim dizer, sempre anti horáriamente, estará escrito formado pelas letras que expressam a máxima força e uso do pentagrama: YOD - HE - SHIN - VAU - HE.

Que se Lê: J - E - SH - U - A.

         Palavra hebraica cuja tradução para o latim é jesus.

         Assim, não importa o tipo de sistema dentro deste uso, ou a transliteração mesmo dentro do Enoquiano (embora o Enoquiano seja uma cópia, assim como o hebraico plagiada do Futhark, tanto que a Fonética K do Enoquiano, tem o mesmo sentido da fonética K do Futhark, Fogo sexual e espiritual). Você sempre estará invocando a mesma regra, e curvando-se ao mesmo princípio.

         Uma prova disto, é que Crowley disse claramente que : "Os kristãos apenas não entenderam a fórmula do cristo. Assim usaremos a adoração a Besta, o YOD, que torna HE, Babalon fértil, pois Ele é a LUZ visível de Hadith - o filho expressa ao pai, como no sistema hebraico sobre tiphereth e kether, ou no sistema cristão do pai e filho - Therion, a Besta, é o sacerdote que manifesta Rá - Hoor - Khuit, o Sol, enquanto sêmen e falo. E a mulher escarlate, Babalon, é EVA, HE -VAU-HE, que é emprenhada e tem luz ou valor somente com a força, que é o produto sexual masculino ejaculado nela, se ela estiver emprenhada pelo mesmo.

Também aqui existe a perversão dos usos do transe Seidhr (que foram usados dentro do Enoquiano para conseguir contato com algo dentro das práticas de DEE e KELLY, levando-os no 7º Aethyr , o Aethyr do Amor, a encontrar uma Deusa que disse que exterminaria a sociedade como eles a conheciam, e que o pecado não existe. Qualquer comparação com um contato com uma Deusa Vanir, ou uma Idisir, sem a devida preparação, e as seqüelas que levaram Kelly a uma carreira de crimes daí em diante, não são coincidência). Pois sabemos que a fonte da tradição sexual dentro da OTO, é o fato de ser de origem Germânica, e portanto estar vinculado o inconsciente dos que nela praticaram e praticam, a algo dos antigos modos do Troth.

         Mas o fato em si se agrava.

         Pois segundo alguns livros de autores respeitados no ocultismo, alguns que falam contra o mal, e os ditos vampiros que são contra o cristianismo (mas sabemos que isto é psicologia reversa, pois o movimento kristão, é uma forma de drenagem psíquica, e domínio mental), citam determinados locais na forma de um pentagrama, onde ocorrem ordenação de pessoas, e hierarquia com objetivo de usar as veias do dragão como o vaticano, e como os que estão em Meca, por exemplo, com os mesmos objetivos.

         Não digo que não briguem entre si. De fato o fazem ou mesmo pode ser que levem países a batalhas, de estilos de embate econômico, político, ou sócio cultural, até mesmo as vias de fato, guerra.

         E isto porque para estes, tudo se limita a uso de ditames de moral, apenas para domínio social, e que a sutilização é um método de enfraquecimento para que se cumpra o que se quer (Nietzich declarou isto muito bem, contudo trabalhou pela vertente diferente, de um mesmo movimento). E tudo para eles limita-se em: "OU LUDIBRIAR OU SER DEVORADO".

         Quando os predecessores de Platão, assaltaram a tradição nórdica e céltica, e usurparam dos Celtas suas 4 Armas Sagradas : A Espada da Lua, a Lança do Sol, o Caldeirão de Kerridowen e a Pedra de Fal - Omphalos. Transformando-as em FOGO, AR, ÁGUA E TERRA, e no decorrer dos tempos seus sucessores vindo a reutilizar as quatro armas na forma dos naipes do Tarot PAUS, ESPADAS, COPAS E OUROS. E em tempos anteriores a isto, quando da geração do SEPHER YETZIRAH, onde estão estas classificações todas transliteradas para linguagem hebraica onde vemos de novo aquelas 4 Armas Célticas, na forma dos 4 Mundos : ATZILUTH - FOGO, BRIAH - AGUA, YETZIRAH - AR, e ASSIAH - TERRA. Inclusive que se justaposicionam em YOD (ATZILUTH), HE (BRIAH), VAU (YETZIRAH) e HE final (ASSIAH).

         Geraram em seguida, a base para que os processos de desligamento do ser humano com o mundo do desenvolvimento ligado a natureza, foi desencadeado. Pois dali surgiu em seguida a adoração a ABRAXAS, e "pérolas" afirmativas nasceram: "Não pense e não apele ao Pleroma - As divindades dentro de qualquer forma de Politeísmo - Pois estão distantes e não lhe ouviram. Tú deves ser como ABRAXAS, que é o único que deve ser temido, deves ser abissal e solitário. E ABRAXAS É EM SI O PRÓPRIO LOGOS IMANENTE, que manifesta seu SÊMEN ATRAVÉS DA ESTRELA O SOL, E ESTE VÊM A SER O ESPÍRITO NO HOMEN, QUE O CARREGA CONSIGO."

         As seqüelas disto são claras: "Como já foi dito cansativamente anteriormente, a mulher sem o sêmen é vista como não tendo alma, fonte do mal, etc., etc., etc.,".

         Assim, concluindo esta tentativa de expressão:

 

         TODO AQUELE QUE VÊM A USAR O PENTAGRAMA, OU SUAS ATRIBUIÇÕES, ESTÁ  DE UMA FORMA OU OUTRA, ATRELADO E DE CERTA FORMA ACORRENTADO AO DRENO MENTAL, OU SUB-COMANDOS QUE EMANAM DO QUE SE CHAMA DE EGRÉGORAS MÚLTIPLAS. QUE VÊM A SE VALER DISTO PARA MANTER SUA HEGEMONIA.  

 

         E segundo, alguns textos respeitados entre os mesmo estilos supra citados, há uma enorme possibilidade de ficarem grupos de pessoas montando guarda em locais específicos, que correspondem a um estilo, ou mesmo ao que se denomina uma ponta do pentagrama, ou seja, um quadrante entre Fogo, Água, Ar e Terra. Praticando o que se chama de dreno.

         Esta situação pode ser reforçada pelo fato de que:

·        Todo islâmico se volta para Meca, e sua pedra negra;

·        Todo católico para o vaticano;

·        Todo Thelemita para Bolesckine (onde Crowley efetuou a prática do magia "sagrada" de abramelin - inclusive que é um texto sectarista, que reforça os preconceitos religiosos de quem o praticar, a própria versão em português dele, vêm com comentários para que amenizar a agressividade do autor do texto, contra os seres de que ele próprio precisa, e que insiste em insultar. Note que a base deste é a invocação a um santo anjo guardião, que no thelemismo traz a vontade verdadeira para o praticante. Mas como o sistema thelemico é iluminati, e segundo o exposto acima, podemos então perceber do que realmente pode vir a se tratar.);

·        As tradições tântricas, tiveram que se revestir de afirmações budistas, para que pudesse sobreviver alguma forma de prática dentro da Ásia, o lamaismo conseguiu sobressair-se disto até certo ponto

 

Assim, devemos procurar uma forma de desenvolvimento que realmente leve a liberdade do ser sem o acorrentamento de sua vontade.

         É  comum hoje em dia se ouvir falar de que o homem foi escravizado no passado por deuses. E que chegou o momento de ele erguer-se como um deus. E que este homem-deus é o Protótipo do Logos-Encarnado, ou seja, Crestos, termo grego que significa cristo.

         Mas por nosso próprio julgamento, saberemos quem realmente vêm a tentar escravizar a sua volta, aquilo que está além de sua mediocridade.

Por Grimm Wotan