Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Vampirismo Vampirismo Astral O Véu Negro

O Véu Negro

Originalmente, uma idéia nascida das Houses Vampíricas internacionais, o Black Veil, foi um código claramente baseado nos jogos de Vampiro: A Máscara. Tamanha era sua abstração e utilidade, eu percebi ser interessante alinhar ele ao padrão de pensamento predatório. E aqui está, apreciem...véu

Liberdade é, primeiramente dada, após a educação mental. 

véu

Primeiro aprende-se as regras, e depois as quebra, quando assim a situação forçar a tal. Quando se mantem um código de ética pessoal, regras e deveres, uma pessoa pode manter-se, controlar-se e por fim, controlar o mundo que o cerca. Esse é o dever do Véu Negro, é ensinar as regras para se conviver e para se viver de acordo, dando assim, um novo pigmento á pratica. Precisa-se de exercícios diários para que os músculos cresçam e desenvolvam. Os mesmos exercícios, vale para a mente.

 

1.Reverencie –se: A pratica inicia com olhar em seu próprio espelho e desafiar tudo que te mantém pra baixo, ou tenta te regredir. É a própria ascensão de Lúcifer aqui aonde o praticante, toma posse de seu próprio ser e o torna assim um Deus. A auto veneração é sem duvida a base de tudo que existe no vampirismo. É através desse egoísmo responsável que se pode adquirir pleno poder, sobre si e sobre o mundo. Dê valor á sua saúde pessoal, preocupe-se com seu bem estar. Dê valor á sua alegria pessoal, á sua satisfação. Viva para si.


2.Silêncio: O vampirismo é praticado em silêncio. Quando dito, deve ser falado em terceira pessoa, nunca em primeira. Ninguem deve saber sobre sua pratica, ninguém deve saber sobre ti. Somente você é o mais importante. Isso evita problemas sociais, evita criticas, evita transtornos. Está na hora de você observar: pense vampíricamente, aja vampíricamente, mas tudo em silêncio. Ninguém precisa saber nada sobre ti. Quando falar de vampirismo, sempre fale de modo discreto, em terceira pessoa, ou de modo que dê a entender que pratica, mas nunca diretamente. Você não precisa vestir-se de preto ou cheio de fantasias, o teu objetivo, é desenvolver-se como um vampiro, não fantasiar-se de um. Não busque de modo algum, errar o caminho. Viva para sua satisfação pessoal, não para atrair a atenção.


3.Use: Aplique a filosofia vampírica. Seja um predador, comporte-se assim, viva assim. Viva buscando o melhor pra você, torne esse pensamento a sua própria mente, do mesmo modo, use a sua magia. O segredo de tudo no vampirismo, é aplicar. É usar o conhecimento pro seu favor. Se você quer dinheiro, use a magia para isso. Se você quer o amor de alguém, use para isto também. Se você quer a destruição de alguém, use também. Use as pessoas a sua volta, use o mundo a sua volta. Use o seu conhecimento, o maior erro do ocultismo é sempre achar que tem mais, e depois usar. Aplique tudo que você sabe, tudo que tem em mãos. O vampirismo é isso, no fim das contas, uma aplicação saudável do teu poder. Drene a vitalidade de todos a tua volta, use a vida que você tem, use a magia que você tem, use-se para melhorar a si próprio.

4.Viva sob as regras: O mundo vive de regras. A própria natureza dá tempo para caçar e para hibernar, dá momento para aplicar cada coisa da própria existência. Existem leis imutáveis, a própria lei da selva é uma delas. Não adiante ir contra, você não tem que lutar contra as regras do jogo, e sofrer os efeitos de um mal jogador. Você tem que aprender as regras e usar o tabuleiro e as peças. Não adianta buscar o lado marginal, ou tentar ir contra as leis do teu País, você busca desenvolvimento pessoal e satisfação pessoal, não prisão. Se você não pode modificar algo, pode modificar a si mesmo.  Portanto,  antes de tentar lutar contra o mundo, e perder, já que ele é uma força maior que você,  faça parte dele. Complete-o. Use para seu favor, ao invés de fazer uma revolução. Por mais que você tenha chances, mínimas, de conseguir a sua revolução, você ganhará bem mais rapidamente, pelo atalho de viver pelas regras do mundo, E, assim ganhar o jogo que ele propõe. A Vida por si só, é um teste de inteligência, de lógica, de raciocínio. Então, passe no teste.

5.Discriminação: Saiba discriminar.Saiba dividir quem é que vai estar do teu lado, quem é que merece saber algo, quem é que merece não saber. Todos os humanos são animais, e como vampiro você deverá observá-los como tal. E como todos os animais, sempre existem aqueles que temos mais apreço. Os humanos para nós, amantes, amigos, família, são vistos apenas como animais domésticos, cães ou gatos. Por mais que tenham uma história conosco, ainda sim, são animais domésticos, e podem ser substituídos por outros. Nós temos apreço as pessoas a nossa volta assim como temos por cães e gatos.  Discrimine, você e eles. Veja o mundo desse âmbito. Saiba que por mais únicos que possam ser cada ser humano, sempre existirá um melhor, para substituir. Amigos, amantes, funcionários, patrões, clientes... Sempre haverá algo melhor, algum animal melhor, assim como haverá um pior. Discrimine todos a tua volta, classifique as pessoas em um catalogo mental aonde se divide em: útil e inútil.

6.Racionalize : A maioria dos humanos não pensam racionalmente. Eles se envolvem emocionalmente com tudo, e com isso bloqueiam o seu raciocínio. Quando o vampiro souber separar seu Eu do Problema, ele abre uma brecha para que sua lógica se manifeste. A maioria dos seres humanos pensam emocionalmente. O vampiro precisa aprender a pensar friamente, agir friamente, fazer com que as emoções sejam um instrumento do Eu, da consciência, não sejam a própria, e nem possuam ela.

Lembre-se, você é apenas o Dragão, o Observador. Nada mais.