Ir para o conteúdo. |

  • A Empresa
  • Apoie
  • Contato
  • Seções:
siga a estrada de tijolos amarelos: Vampirismo Vampirismo Astral Vampirismo Sexual

Vampirismo Sexual

Tao

Como uma digressão, vale a pena mencionar de passagem a variante taoista chinês do rito caminho da esquerda, inicialmente limitada ao imperador chinês e sua corte. Na alquimia sexual taoista, alcançar a imortalidade é de fato o único objetivo da troca sexual. O Imperador iria se esforçar para fazer sexo sem sofrer perda de energia yang com a ejaculação, com o maior número de seu harém possível em uma noite, voluntariamente absorver a energia yin de suas vaginas.
 

Embora o macho fosse proibido de ejacular, a operação só foi considerada bem sucedida se a fêmea  conseguir muitos orgasmos em uma sessão. A vantagem é absorver da fêmea tanto potência sexual sem perder a própria energia masculina que se acreditava prolongar a vida física, estender a juventude, e criar um reservatório de energia ilimitada para o adepto do sexo masculino que se estenderia além da existência do corpo físico para um estado pós-morte. 

Em contraste com as formas indianas e tibetanas do caminho da mão esquerda, em que a consorte sexual feminina é, pelo menos teoricamente reverenciado como uma Deusa Viva, o chinês yin-tao foi totalmente centrado no  objetivo da imortalidade, e o sexo feminino foi considerado simplesmente objeto para ser drenado e descartado. Na verdade, ela era vista como inútil para fins mágicos depois de  tal procedimento - e assim novas adições ao harém eram procuradas para esta finalidade. 

Um texto de instrução, o Yu Fang che- yao, nos diz que o homem comum se destrói através da perda da sua energia yang por sexo repetitivo com seu cônjuge . Aqui temos um claro exemplo histórico de vampirismo sexual como pode ser imaginado, o consciente, a drenagem de energia sexual de um jovem para manter a imortalidade do outro. 

Uma necessidade difícil de um magista sexual ou de um imperador chinês é ver este fenômeno em sua vida diária. Nós todos vemos casais  em que um parceiro se torna cada vez mais forte, enquanto seu parceiro visivelmente enfraquece psíquica e fisicamente. É claro, os fatores psicológicos desempenham uma parte em tais drenagens de alma. Mas uma vez que o sexo é experimentado como a canalização energia mágica que é, a raiz-sexo vampiresco de tais interações se torna aparente. 

Talvez a predação erótica não precisa tomar a forma de um longo relacionamento; em muitos casos apenas uma noite mundana tem permitido a depleção da energia sexual de um parceiro para o benefício do outro. 

Aleister Crowley, cuja prática compulsiva de vampirismo sexual reduziu suas esposas à loucura, e ajudou a destruir um bom número de suas "Mulheres Escarlate", escreveu certa vez sobre uma de suas alunas: "Uma vampira soberba é normal. Ela não conhece princípios. Seu amante chegou á Rigor Mortis- e no melhor sentido para se pensar  (que deveria ter se pensado) é mesmo um instinto natural dela obter uma nova vítima, quando o último atingiu um estado de fraqueza."

Demons of Flesh, trad. Satanya